Saiba como manter a saúde bucal em dia no verão

A saúde bucal é prejudicada no verão pelos longos períodos em que não higienizamos a boca- com as nossas dicas, você curte as festas e ainda sorri mais bonito

O verão termina oficialmente em 20 de março, mas para nós brasileiros as altas temperaturas típicas da estação seguem adiante – especialmente para quem vive nas regiões Norte e Nordeste do país. Dias mais quentes e longos feriados alteram a nossa rotina alimentar e os nossos cuidados com a saúde bucal para pior – porém, com pequenas mudanças, o seu sorriso chegará intacto à próxima estação.

Higiene bucal x churrascos e dias na praia

Os adultos e, principalmente, as crianças ficam mais expostos a alimentos cariogênicos durante os mais quentes: “Acabamos ingerindo mais sorvetes e refrigerantes, as crianças comem mais doces e salgadinhos – em alguns casos, eles se tornam até refeições! Esse excesso de carboidratos é prejudicial à saúde bucal”, aponta o dentista Fernando Ferraz (CRO-SP: 85843), da Ferraz Odonto.

“Quem cuida, cuida o ano todo. As crianças ainda não têm esse senso de responsabilidade. Nessa época, elas estão mais suscetíveis a alimentos cariogênicos como refrigerantes, que são ácidos, e sorvetes”, concorda Marcelo F. Castro (CRO-SP: 76751) implantodontista da Sorria Sempre Odontologia.

Uma situação em que isso fica bem claro são os dias em que a família passa todo na praia ou em churrascos. São horas e horas comendo, bebendo refrigerantes e cervejas, sem que haja a devida higienização.

O acúmulo de restos de alimentos e a ingestão constante de bebidas ácidas e alcoólicas (refrigerantes, cerveja, caipirinha…) tornam o ambiente bucal mais sucessível ao desenvolvimento de cáries e da doença periodontal (gengivite). Além disso, longos períodos sem higienização elevam as chances do aparecimento do mau hálito – e com ele, não tem amor de verão que suba a serra.

Muita água e kit de higiene bucal à mão

Uma dica fácil de implementar é beber muita água ao longo do dia, para promover uma correção do pH (índice de acidez) bucal: “Beba bastante água, que por seu pH alcalino, já ajuda [a saúde bucal]. Toda refeição torna o pH da boca ácido, ainda mais com esses alimentos de verão. A água entrando ali, torna o pH básico e diminui a ação das bactérias que causam a cárie”, explica Fernando. Manter-se bem hidratado ainda traz o bônus de afastar a temida ressaca no dia seguinte.

Aposte em alimentos fibrosos, que têm uma ação “detergente” na boca – eles conseguem reduzir a gordura e acúmulo de restos de outros alimentos que aderem aos dentes. E não é só isso, estão disponíveis em qualquer feira livre. Vale destacar a melancia, o melão, o pepino, a cenoura crua, o brócolis, a maçã e o morango. Mas nada de “adoçar” as frutas com açúcar para o tiro não sair pela culatra.

Marcelo recomenda ainda o hábito de carregar no carro ou na bolsa um pequeno kit de higiene bucal com escova, pasta e fio dental pequeno. “E se isso não for possível, é importante fazer um bochecho bem vigoroso para retirar o excesso de açúcar e diminuir a acidez. Assim que tiver tempo, faça uma higiene bucal mais caprichada. Não é um dia que vai dar problema e sim permitir que a falha na higiene se torne um hábito”, analisa Marcelo.

E nada de lábios rachados: use protetor solar labial. A pele da região é muito sensível – os riscos da exposição solar aumentam de forma inversamente proporcional ao grau de pigmentação da pele, quem tem a pele mais clara, tem maior risco de desenvolver câncer labial. Outra dica é apostar em chapéus e viseiras, que protegem todo o rosto e ainda dão um toque descolado ao visual.

Via: Saúde Bucal – iG

2017-08-09T13:02:09+00:00dezembro 27th, 2017|Saúde Bucal|

Leave A Comment

Resolva este captcha: *